To love you more - Celine Dion

Lady - Lionel Richie

23.9.07

Me perdoe, senhora...




















ME PERDOE, SENHORA
___________________


Me perdoe, senhora, minha ousadia
e esta forma de te desejar e de te amar
Me perdoe, senhora, a dependência
que me deixa inseguro e me faz chorar

Me perdoe, senhora, este amor louco
que no meu coração vive sufocado
Me perdoe, senhora, por saber a pouco
e ficar com fome no seu corpo enrolado

Me perdoe, senhora, pelo sofrimento
e pelas lágrimas que por mim chora
Me perdoe, senhora, pelo atrevimento
da minha boca quando a sua aflora

Me perdoe, senhora, pela frieza
que por vezes lhe possa transmitir,
mas, senhora, com tanta beleza,
tenho muito medo de não resistir

a tanto charme, desejo e sedução,
e, perdendo as maneiras e o tino,
ousar saciar de vez a sofreguidão
que, por vezes, me faz tão cretino

Me perdoe, senhora, pelo desnorte
que sinto quando estou a seu lado
Me perdoe, senhora, e suporte
a indecência deste apaixonado

que não consegue mais resistir
ao apelo do desejo e do coração
Venha, senhora, e me faça sentir
o febre da sua libido em ebulição

Me perdoe, senhora, pelo fascínio
e pela atracção que na alma sinto
Longe de você entro em declínio
e vivo feito lobo solitário e faminto

Me perdoe, senhora, e compreenda
o meu jeito inconsequente de te amar,
a vida não espera e é uma oferenda
que deve ser vivida para se desfrutar

Me perdoe, senhora, pelo amor
que sinto e retenho dentro de mim
para lhe dar quando o amargor
lhe fizer pensar que chegou ao fim

Me perdoe, senhora, pela tristeza
que a distância lhe possa provocar,
Me perdoe, também, pela incerteza
que, um dia, a possa fazer duvidar

do meu amor e da minha fidelidade.
Me perdoe e confie em, senhora,
porque você é a musa que, de verdade,
meu coração deseja e mais adora

Me perdoe, linda senhora, se puder:
pela paixão que doido me deixa,
me abrasa a alma e me faz sofrer
e em vive e ecoa como uma queixa

Me perdoa, senhora, por porventura,
eu não ser aquele homem perfeito
que ao seu coração dá aquela ternura
que a alma adoça e deixa sem jeito...

Me perdoe...












LMP - Luxemburgo
Lud MacMartinson

1 comentário:

Anonymous disse...

LUÍS - MAC

Divino! Divino! Divino!