JE T'AIME - LARA FABIAN

LADY - LIONEL RICHIE

18.10.08

Uma Vida de Amor(es)





















Quando te vi pela primeira vez
meu olhar quase desfaleceu,
mas, num instante de sensatez,
me sorriu e abriu as portas do Céu

Perdido nas teias do teu Amor,
descobri uma nova dimensão,
feita de frenesi e de um furor
que deu nova alma à paixão

Por vezes eume sinto culpado,
por nem sempre conseguir amar
a mulher cujo o corpo sagrado
é o jardim onde me apraz repousar

Insaciável, inconsequente e louco,
não consigo resistir às sereias
e, mesmo o encanto sendo pouco,
adoro me enredar nas suas teias

Perdido fico, confuso e sem tino,
quando a sensualidade me cega
e da sinfonia do amor ecoa o hino
que a vida encanta e carrega

Apaixonado sempre fui, sou e serei,
porque foi assim que eu nasci
e o amor de minha mãe herdei
para semear e poder colher aqui

Sempre tive a certeza de ser eleito
para a felicidade alcançar e repartir
até ao dia em que no meu peito
o amor ingénuo fervilhar e reluzir





Lud MacMartinson - LMP - Luxemburgo

1 comentário:

Anonymous disse...

Amor e tesão são coisas bem distintas,por mais que o ideal fosse que andassem atreladas uma a outra,o canto das sereias é sensual e irresistível mas passageiro, e a volta ao ninho é certa,mesmo que lá reine um sentimento morno, porém estável,conhecido e como sempre tememos o novo poucos se arriscam a pagar o preço da mudança........