To love you more - Celine Dion

Lady - Lionel Richie

14.11.08

Divina Felina


























Longe ou perto, agora sei,
Que o deserto atravessarei
E, se preciso for, beberei
O fel da saudade e da dor
Para poder saciar o ardor
Que sinto com o teu amor

Quem me dera poder ficar
Na tua órbita para te olhar
E tua alma acompanhar
Pelos caminhos da vida
Para poder sarar a ferida
Quando te sentires perdida

Talvez seja meu destino
Te sorrir como um menino
E te sonhar como o felino
Que vai adorando a beleza
E, se enamorado pela presa,
A guarda como sobremesa

Longe ou perto, talvez,
Precisarei de muita sensatez
Para dominar a intrepidez
Que sinto quando te vejo
E saciar o indómito desejo
Que néctar se faz num beijo

Queria tanto poder te adorar
E os teus cabelos amaciar
Ao adormecer e ao acordar,
Mas não será essa a sina
Da mulher meiga e divina
Que domando vai a felina…



LUD MacMartinson - LMP - Luxemburgo
14-11-2008 * 21H00

2 comentários:

Anonymous disse...

A sua poesia anda me passando uma impressão interessante...em que estágio do tempo vc está?.....vivendo de passado ou tentando refazer o seu amanhã....a impressão que tenho é que vives a tentar voltar no tempo para agires de modo diferente e fazer o hoje diferente do que está sendo...isso não é possível e sabes disso, então porque choras o leite derramado....uma pessoa tão especial como vc não pode se dar ao luxo de parar no tempo para chorar uma quimera...quem veio para fazer a diferença e as mudanças tem que cumprir seu fado como dizes e mudar as coisas que precisam ser mudadas, apesar de muitas vezes elas não serem o que gostarias que fosse, seja o instrumento do poder superior que te deu a capacidade de traduzir em palavras o que a maioria precisa dizer e não sabe se expressar......coragem amigo....passado foi....futuro vc está escrevendo hoje......escreva com fé e esperança muitos dependem de suas palavras para fazerem de suas vidas um mundo melhor e mais feliz......o comprometimento existe, não adianta tentar fugir,fé e fôrça vc é capaz de ressurgir das cinzas de uma desilusão em prol de muitos que sedentos bebem na fonte de suas palavras........

FéniX - L2MP disse...

Olá, misteriosa... ainda bem que não ficou indiferente, mas eu vivo o Presente, que é feito de emoções, de ilusões, de recordações e de muitas tentações.
Nem sempre ressuscitar o passado é chorar sobre o " leite derramado ", porque é próprio do sonhador e do apaixonado nunca se contentar de um " presente " contaminado, muitas vezes por futilidades da própria imaginação para vencer as vissicitudes da própria vida. Além disso, cada ser humano é diferente e possui os seus mecanismos para atravessar os desertos que conduzem ao paraíso movediço e inconstante que rege os sonhos de cada época da sua vida.
Obrigado pelo comentário e volte sempre, mas se for ao http://lud2411.multiply.com descobrirá outros poemas de outras épocas e de outros estados de alma mais deprimentes ou eufóricos que me trouxeram até aqui. Também não esqueça que o " poeta " é um exagerado, por isso dê-lhe o desconto, quando lhe parecer tonto o que ele escreveu - rsrsrs! -porque, muitas vezes, é no inferno que ele planta o Céu para ter a sensação de dificuldade que dá mais quilate à sua felicidade.
Até
Lud