JE T'AIME - LARA FABIAN

LADY - LIONEL RICHIE

11.10.07

AmoRosas





AMO_ROSAS


Olá, hoje, enquanto viajava por este mundo virtual, alguém veio me avisar que estava um lindo dia de Sol para cortar as roseiras...

Apenas peguei na tesoura, lembrei-me das dezenas de rosas por quem me encantei, que vi crescer e com quem passei momentos maravilhosos a conversar, a cheirar e a acariciar as pétalas...

E, inevitavelmente, o paralelelismo surgiu cintilante no meu espírito: lembrei-me dos encontros e desencontros operados neste mundo cibernético...

Obviamente, recordei, ou melhor, o meu coração palpitou mais apressado por quem o ajudou a ir mais além, mesmo fazendo-o sofrer também..., porque até na dor, ele foi simplesmente amor...

Guardei para o fim as roseiras sobre as quais ainda viviam rosas, algumas descoloridas e outras com botões vem fechadinhos, como que a dizer-me que preferiam morrer com os seus segredos…

Falei-lhes, quase lhes pedi perdão por ter que lhes abreviar e cortar o fluxo vital...


E esta endofasia ( diálogo interior... ) jorrou do meu tear pensante e colou-se no derradeiro olhar que lançava às minhas rosas...

Sabeis que ides morrer
Porque continuais
a sorrir para mim,
que sou o vosso algoz,
queridas rosas perfumadas?


Não penses assim,
poeta tolinho
e enxuga lá os ais
que tentas esconder
por dentro, para te fazeres forte,
porque, por ti, nós fomos muito amadas
e vamos descansar
para melhor renascer
e continuarmos a ser
e a merecer o calor,
o carinho e a predilecção
do teu coração...,
mesmo depois da morte…

Obrigado, Rosas, minhas mui queridas e muito amadas, Rosas !!!

Luís


MULHERES AMOROSAS
_________________

Olá...

este ano o meu jardim tem um perfume especial, porque ele está habitado por mulheres encantadoras e amorosas...

Foi há 2 anos que, preso no turbilhão da paixão, descobri o encanto das rosas do meu jardim. Até aquela manhã, em que a olhar para elas decidi escrever as primeiras páginas de um romance que eu julgava testamento, que eu passei a fazer das rosinhas as confidentes das minhas ilusões sentimentais.

Agora, todos os dias, dedico um tempo para as visitar e lhes sorrir, antes de lhes falar, de as acariciar e de as " sentir " como quem cheira o perfume de uma mulher.

Este ano dei às minhas rosas o nome de todas as mulheres que, de um jeito ou de outro, admirei, desejei e amei na vida.

Confesso que nem sempre me recordo de todas, mas aquelas que comigo privam nos labirintos do mundo cibernético são frequentemente objecto dos meus monólogos inebriantes...

Bem hajam rosas do meu jardim e mulheres do mundo que do meu coração fizeram guarida para dar mais cor e perfumar à minha vida...

Beijos como vocês mais adoram.

Luís



UMA ROSA TAMBÉM CHORA


Uma rosa chora
de alegria
e exala o seu perfume
quando vê o amor sorrir,
mas também chora
de queixume
no dia
em que sente
que ele vai partir...

Uma rosa esmorece
crepita
de dor
e morre
de saudade
quando vê que vida
já não corre
e sente que o amor
se compadece
e não acredita
da felicidade

As rosas do meu jardim
sorriem para mim
quando me vêem chegar
e ouvem a minha voz
lhes falar com doçura
e sentem meu coração
exalar a ternura
que faz bailar
o coração

...

incompleto

Lud MacMartinson - LMMP
Luxemburgo

2 comentários:

Lili Maria disse...

Muito lindo!!Tua sensibilidade, exala o mesmo perfume que transborda o corpo da Rosa-Mulher!! Beijos nessa alma adocicada

Lili Maria disse...

Muito lindo!!Tua sensibilidade, exala o mesmo perfume que transborda o corpo da Rosa-Mulher!! Beijos nessa alma adocicada