JE T'AIME - LARA FABIAN

LADY - LIONEL RICHIE

12.4.15

Perdido... no mundo virtual!

MUNDO VIRTUAL !

OI...

o mundo virtual é um canibal implacável, onde o desejo animal aparece e o irracional acontece como se nada fosse...

Presos no turbilhão dos sentimentos, muitas vezes nem sabemos porque " adoramos " ficar escravos de alguém que, em consciência, admitimos que - por motivos vários - nunca ou dificilmente realizaremos.

A ilusão faz parte de um ritual, de uma encenação sem a qual o coração não se pode passar, mesmo sabendo que, no fim, irá sofrer...

Aqui, no reino da virtualidade, somos todos coniventes com a demência e cultivamos a tumescência porque sabemos que, na realidade, ninguém nos vai cobrar nada, mesmo quando em nós teimamos cravar a espada que manejamos e, tal boomerang, esperamos que nos atinja em pleno peito para nos autoflajelarmos.

Eu, pecador, me confesso... Lux, 18 de Agosto de 2007 - 09h45´


ESTOU PERDIDO..., MAS SÓ EU ME POSSO ACHAR !
( escrito em Fevereiro de 2006 )

Olá !

deusa, fada,musa, sereia,ninfa, dulcineia,

Oi, mulher...

hoje sinto que devo passar à história, ser passado, não sei se serei memória, prémio, castigo, amigo ou pecado... porque não é meu desígnio saber como serei lembrado por quem fez palpitar meu coração...

Não lamento e não me arrependo de nada do que dei e do que fiz, porque sempre agi de acordo com a minha consciência e sempre obedeci ao meu coração...

Dei o que tinha e o que devia dar no tempo certo, quando ele me pediu...

Fui eu, simplesmente...

Sonhei, esperei, amei, lutei, chorei, desesperei e dei ao amor e à ilusão as chances de devia, agora mais não posso e mais não faço, porque como sempre, obedeço ao meu coração..., meu mestre, meu companheiro, meu amigo e meu senhor, que me dá alegrias e tristezas, forças e fraquezas, sonhos e pesadêlos sem nunca reclamar ou dizer porquê...

A vida é assim, sempre feita de encontros e desencontros, de tempos e contratempos, que nos enriquecem sempre e nos tornam melhores, mesmo quando as decepções e os desamores nos fazem pensar o contrário...e viver um calvário.

Hoje, é a ti, coração, que eu quero dizer obrigado por tudo...mas estou muito feliz por me teres escolhido para ser tua morada, para ser a tua cruz, a tua espada, o teu combate, a tua vitória e a tua história...

Eu te amo, coração, e te agradeço por todas as palpitações que me deste e me darás; eu te agradeço por me teres ajudado a crescer um pouco mais e tudo quanto me reservas porque eu sei que me queres bem..., mesmo agora que me sinto perdido...

Uma última coisa te peço: ajuda-me a encontrar e a merecer um coração assim..., um coração que, mesmo batendo longe, eu o sinta sempre em mim..., para não estar só nos meus encontros e desencontros, nos meus tempos, contratempos e passatempos...

Ah como é bom sentir-se perdido no coração e nos braços de alguém !!!

E se for nos braços do amor « antigo »

Ai que aflição, pobre coração !!!

Sei que estou e ando perdido..., mas não sei quando e onde me acharei...

Oh tempos de contradição... como vos conheço... Ingénuo, pensei que não vos veria nunca mais..., mas enganei-me...

Benção ou maldição? E se for este um mal que vem por bem?


Lud MacMartinson / LMMP / Luxemburgo

Sem comentários: